Posted on

É notável que a crise sanitária já estabeleceu sua marca. Também é perceptível as mudanças e inovações que os empreendimentos comerciais estão enfrentando para conseguirem se manter no mercado. ‘Reinvenção’, ‘Novo Começo’, ‘Inovação’, são palavras que não podem sair do vocabulário dos investidores.

A crise é como um deserto árido com pouca vegetação, pouca água e muito sol. Os pequenos negócios são como lagartos (camaleões) que precisam se adaptar numa perfeita camuflagem ao ambiente para escaparem dos predadores e conseguirem sobreviver.

Nesta edição do A Praça, o leitor conhece duas histórias distintas, de dois empreendedores, que, em comum, têm larga visão empresarial e estão usando as ferramentas oriundas da crise para adaptarem seus negócios. José Roberto Oliveira de Freitas Júnior, 28, e Karynne Rodrigues de Lima, 30. Roberto é o criador da Magrello Gourmet, cuja especialidade, antes da pandemia, era a produção de bolos e outros confeitos para festas sociais. Agora, a empresa continua com esses produtos, sob encomenda, mas criou outra linha envolvendo salgados recheados, pizzas, panquecas, coxinhas e lançou o serviço de entrega em domicílio, que antes também não existia.

Com a marca Delifiti, a acadêmica de Nutrição, Karynne Rodrigues, inova ao ofertar linha de produtos à base de massas totalmente voltados para pessoas com intolerância à lactose, glúten e açúcar. Todos os pratos são confeccionados artesanalmente sob o cuidado e supervisão de Karynne. Para dar visibilidade à sua produção, por se tratar de uma linha de alimentos para um segmento de consumidores, Karynne também usa as redes sociais, pelo Instagram, Facebook e aplicativo WhatsApp para interagir com o público e receber os pedidos.

Magrello Gourmet

Pandemia faz empresa se reinventar para se manter no mercado

A crise sanitária que assola o mundo indiretamente provocou mudanças no funcionamento das empresas. Muitos empreendimentos tiveram que se reinventar para se manter no mercado. Um exemplo foi o que aconteceu com a empresa iguatuense Magrello Gourmet, criada com a ideia de atender uma fatia importante do mercado, com bolos confeitados e esculpidos. O nome ‘Magrello’, segundo Roberto, foi inspirado no apelido que ganhou de uma colega de trabalho. “Só fiz acrescentar o nome Gourmet, que remete à gastronomia, culinária, uma paixão minha, aí ficou Magrello Gourmet”, disse.

Ter o próprio negócio e criar uma empresa com marca própria era um sonho acalentado pelo jovem casal Roberto e Liliany. Sonho que quase se transformou num pesadelo, se não fosse a capacidade de empreender, criar, inovar, reinventar.

A empresa foi fundada em abril de 2016 pelo culinarista José Roberto Oliveira de Freitas Júnior, 28. Na época, Roberto trabalhava no Senac, onde exercia a função de Instrutor de Gastronomia. Com o crescimento da Magrello, ele enxergou a necessidade de se dedicar exclusivamente à empresa, então disse adeus ao emprego formal e foi cuidar do próprio negócio, na parceria com a esposa Liliany Custódio de Souza, 32.

Mas o casal não imaginava o que viria pela frente. De março para abril deste ano, a Magrello Gourmet se viu em meio a uma turbulência socioeconômica quando houve relevante queda nas encomendas dos produtos (bolos confeitados, doces e salgados para aniversários, casamentos, debutantes, batizados e outros eventos sociais). A empresa produzia para eventos que geravam concentração de pessoas, como isso não estava acontecendo, as encomendas caíram vertiginosamente.

Plano B

Foi aí que a Roberto e Liliany tiveram que tirar da cartola um ‘plano B’, num processo total de reinvenção, para poder conseguir manter o pequeno negócio vivo no mercado. Então eles passaram a usar a criatividade, inovação e transformação, com a metamorfose do menu, avançando para a inovação do cardápio, com o lançamento das massas; pastelão recheado, pizzas, panquecas e coxinhas. A reboque dessas inovações nos pratos veio também o lançamento do serviço delivery, que antes não existia.

As mudanças ainda são recentes, mas Roberto e Gerlane já acreditam que isso tem ajudado a salvar o empreendimento e manter a equipe com três colaboradores ocupando as funções de auxiliares e entregadores. Os dois jovens empreendedores ainda apostam num plano geral de expansão dos serviços de delivery e também está nos planos para o futuro criar um ambiente para atender localmente os clientes, mas mantendo as entregas em domicílio.

Menu

A Magrello Gourmet trabalha atualmente com a produção de bolos confeitados para encomendas nas especialidades: glacê, pasta americana e pasta de ninho e a tortas doces para sobremesas. Nas especialidades com as passas, as pizzas, panquecas recheadas com molho e os pastelões com recheio. Além desses, salgados diversificados para festas e as coxinhas capazes de substituir uma refeição. Roberto e Gerlane acertaram em cheio na inovação do menu e vêm agrando com muito sucesso gastronômico, o público consumidor. Foram as mudanças certas, na hora certa, acreditam eles. O sucesso é tão efervescente, que atualmente a empresa funciona de quinta à terça-feira, fechando para a folga apenas às quartas-feiras. Para a produção dos itens à base de massas, o funcionamento é das 15h às 23h. Na confeitaria que atende por encomendas, a produção funciona sem horários específicos.

Outra profunda mudança e inovação é o uso das redes sociais, para interação da marca Magrello Gourmet com o público consumidor. É pelas redes sociais que são postadas as imagens com os produtos do cardápio dando ao cliente a oportunidade para fazer os pedidos. A empresa tem perfil no Facebook, Instagram, Twitter e atende também pelo WhatsApp.

José Roberto carrega nas veias a paixão pela culinária e gastronomia. Ele é neto do senhor Zeferino Bernardino de Freitas, fundador da panificadora São Francisco, uma das quatro primeiras panificadoras fundadas na cidade. É graduado em Administração e com especialização em Administração, Finanças e Marketing. Já participou de vários cursos de culinária, até se tornar culinarista. Desde a adolescência, Roberto milita no segmento de alimentos. Começou com os meus pais, Roberto e Renilva, com a produção de sorvetes. Fratello é a marca da sorveteria de Roberto pai, na Praça da Matriz. A mãe Renilva administra a loja dela no segmento de chás e ervas naturais, a Natufit, também no centro.

O avô de Roberto Júnior, o senhor Zeferino Bernardino, no auge de seus 88 anos de idade, se aposentou da atividade de panificação e atualmente leva uma vida tranquila e de repouso merecido na comunidade de Gado Bravo, região do distrito de Alencar.

Serviço

Magrello Gourmet
Rua Dr. João Bezerra nº 71, Cocobó de Baixo
Facebook: Roberto Junior
App.menudino.com/magrellogourmet
Instagram: @magrellogourmet
WhatsApp: (88) 9. 9675-2008

Delifit

Acadêmica de Nutrição cria linha de produtos exclusiva para diabéticos e intolerantes à lactose e glúten

A acadêmica do curso de Nutrição, Karynne Rodrigues de Lima, 30, apresenta sua linha de produtos alimentícios para pessoas portadoras de diabetes, e os intolerantes à lactose e glúten. Atualmente, ela se reveza entre as horas de produção dos alimentos especiais e a interação com seu público consumidor, através das redes sociais.

Há pouco mais de um ano, em março de 2019, Karynne tirava da gaveta um projeto guardado há algum tempo, projeto este que começaria a mudar a vida dela e de dezenas e centenas de pessoas, impedidas de consumir produtos como doces, bolos, tortas,   sobremesas e confeitos, por causa dos níveis de açúcar, glúten e lactose. Então, a jovem empreendedora mergulhou com tudo na ideia de produzir produtos alimentícios.

Indiretamente, Karynne já tinha uma relação com a área de produção de alimentos. Ela cursava Nutrição. Havia trancado o curso, mas mudou de ideia quando surgiu o Delifit e voltou para a faculdade. Segundo a protagonista, a escolha do curso se deu pelo fato de sempre gostar de alimentação saudável e de praticar musculação. “Foi numa palestra que assisti em Fortaleza, conheci o curso de Nutrição e me apaixonei”, frisou.

Os produtos que são feitos num espaço exclusivo criado por Karynne, na casa dela, na Rua Mauro Maia, 228b, Areias II, de frente à pracinha Mauro Maia. Uma diversidade de bolos e sobremesas, tudo zero açúcar, zero glúten e zero lactose. Tem também as tortas geladas, brownie, low carb, bolos de pote, sobremesas em diversos sabores, tortas festivas, bolos decorativos sem nenhum componente químico, segundo a jovem empreendedora, tudo feito artesanalmente, respeitando todas as normas exigidas pelos órgãos sanitários e de saúde.

A linha de produtos vai além dos doces. Tem também os salgados como coxinhas, pizzas, tortas, empadas, sanduíches, crepiocas e as saladas de frutas. Karynne ressaltou que o carro-chefe do negócio são as ‘tortas no pote’, o ‘brownie’, e os ‘mini-bolos vulcão’. Segundo ela, são esses atualmente os mais procurados.

O glúten é uma proteína encontrada no trigo, centeio, cevada, malte e aveia, e impossibilita a exata absorção de nutrientes pelo intestino. Ele é formado quando se adiciona água à farinha. Nesse momento, seus dois componentes (gliadina e glutenina) se aglomeram para formar a massa.

A lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados. É um hidrato de carbono, mais especificamente um ‘dissacarídeo’, que é composto por dois monossacarídeos: a glicose e a galactose. A intolerância à lactose causa dor de barriga, gases e outros desconfortos gastrointestinais após a ingestão de leite e derivados.           

Glicose é um monossacarídeo (açúcar simples) usado pelo organismo como principal fonte de energia para o corpo.

Delifit é o nome do empreendimento criado por Karynne há pouco mais de um ano, com o objetivo de atender a esse público exclusivo. Sem saber, Karynne estava começando a mudar o conceito de alimentação saudável. Ela só não imaginava que havia um número tão volumoso de pessoas que ansiava por esses produtos e tinha dificuldades de encontrar no mercado. “Nós temos um público vasto, mas como nossos produtos são voltados também para alérgicos, intolerantes e diabéticos, nunca pensei que havia um público tão grande que estavam sem esses produtos”.

Saudável

Karynne contou que o projeto Delifit surgiu quando ela precisava suprir sua renda assim que ficou desempregada. Para ela, o empreendimento estava elaborado e projeto, guardado na gaveta, só precisava ser resgatado e colocado em prática, e o foi o que ela fez. “Eu já tinha o projeto do Delifit feito desde janeiro, mas só quando vi realmente a necessidade foi que coloquei para frente, comecei com poucas coisas e vendendo doces e salgados naturais. Até que nossa procura foi enorme por conta dos doces já que são todos feitos sem glúten, sem açúcar e sem lactose”, frisou.

De acordo com a futura nutricionista, o público consumidor desta linha de produtos é formado por um grupo exclusivo de pessoas, de faixas etárias distintas, que que busca, os doces, bolos, salgados, sobremesas e outras guloseimas mais saudáveis, podendo consumir sem os traumas e medos de aumentar os níveis de açúcar no sangue, ou sofrer qualquer desconforto gastrointestinal, por causa da intolerância causada por essas proteínas. Entre esses os intolerantes estão em maior número, crianças e adultos diagnosticados com diabetes.

De acordo com Karynne, o empreendimento Delifit é considerada uma confeitaria saudável, não só como um negócio que produz e distribui bolos, sobremesas, confeitos, sanduíches naturais ou salgados, mas também por proporcionar saúde e uma vida mais saudável aos clientes, proporcionando também muito sabor. Através de sua linha de produtos, o consumidor, antes limitado a uma vida privada do prazer de comer o que gosta, para a liberdade de poder degustar todos os pratos, sem correr riscos de elevar taxas de glicose, colesterol, triglicerídios, ou as intolerâncias, e poder saborear tudo, de forma saudável e segura.

O pequeno negócio que começou há pouco mais de um ano apenas por Karynne e a irmã dela, Beatriz Rodrigues de Lima, 23, conta também com um colaborador, Leonardo Bernardino, 21. O Delifit já estuda a possibilidade de contratar mais uma pessoa, por conta da demanda que vem aumentando.

Os três envolvidos diretamente no negócio têm uma divisão de tarefas. Leonardo faz as entregas. Karynne é a responsável pela produção. Beatriz ajuda no administrativo, organização dos pedidos dos clientes e o contato com o público nas redes sociais, por onde são feitas as encomendas. Karynne lembrou que quando não está na linha de produção, gosta de interagir também com o público consumidor nas redes sociais. É ela quem aguça o desejo dos consumidores postando as imagens dos produtos nas redes sociais, pelo seu Instagram pessoal e também pelo aplicativo do empreendimento.

E o impacto da pandemia sobre o empreendimento? “Olhe, graças a Deus nós inovamos muita coisa, sabores, promoções, indicações de bons alimentos para essa época de pandemia no qual muita gente está em casa, dando sabores diferentes e gosto de comer e fazer atividades físicas que nós postamos diariamente. Isso mesmo. Durante esse período, aumentou bastante as encomendas e sugestões do que gostariam de ver na nossa confeitaria”, completou.

Serviço

Delifiti
Rua Mauro Maia 228, Areias II
Instagram: @delifitii / @karynnelimar
WhatsApp: (88) 9.9659-2586

O post As inovações e mudanças a partir da pandemia apareceu primeiro em Jornal A Praça.