Posted on

O comentarista Augusto Nunes, do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, respondeu as ofensas feitas por Ciro Gomes (PDT) nesta segunda-feira, 31. Ciro fez uma publicação nas redes sociais acusando Augusto de publicar fake news. “Esse ex-jornalista, figura corrupta da imprensa brasileira, na tentativa de defender Bolsonaro, seu padrinho criminoso, trabalha sempre com fake news! Chega a ser ridículo sua submissão e defesa dos crimes cometidos por Bolsonaro! Ex-jornalista que defende criminosos. Ainda fará companhia ao Bolsonaro na cadeia”, escreveu o político. Para Augusto, Ciro é “um grosseiro”, que tem comportamentos “marcados pelo ridículo”.

“Tenho um prazer enorme de ver o Ciro dando chilique porque daí ele fica se dedicando ao tipo de trabalho que é mais eficiente, derrotar o candidato Ciro Gomes pela quarta vez. Ele vai bater o Lula, porque não vai ganhar de novo”, disse Augusto. As acusações feitas por Ciro se deram devido a um artigo publicado pelo comentarista, em que rebateu Ciro por ter chamado Bolsonaro de “genocida”, já que Sobral, reduto eleitoral da família Gomes, está “no epicentro do epicentro da pandemia, uma vez que a cidade cearense permanece com uma das piores taxas de letalidade e de contaminação do Brasil”, segundo Augusto.

“O Ciro Gomes realmente não me conhece, senão evitaria me devolver a esse prazer que eu tenho quando vejo que ele teve outro chilique, porque aparece o verdadeiro Ciro Gomes. Ele acha que provoca medo em alguém. É um mentiroso. Ele diz que Bolsonaro quer a volta de uma ditadura que ele apoiou”, disse o comentarista. Segundo Augusto, Ciro passou por diversos partidos, sendo o primeiro o PDS, sucessor da Arena, legenda da ditadura militar. “Disse que era por causa da família, assumindo que a família sempre se envolveu com quem não devia. Depois, teve uma rotatividade de motel, passou por vários partidos, e hoje está causando motivo e provocando vergonha no PDT. Os chiliques dele são motivos de piada, e não de medo”, finalizou.