Posted on

Os dados da eficácia global dos testes da CoronaVac realizados no Brasil devem ser apresentados em coletiva de imprensa no Instituto Butantan nesta terça-feira (12), disse o secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, em entrevista à GloboNews na manhã desta segunda-feira (11) . 

Eficácia global refere-se à capacidade do imunizante em proteger contra a covid-19 em todos os casos: leves, moderados ou graves. Em 7 de janeiro, o instituto e o governo de São Paulo divulgaram que a vacina tem 78% de eficácia em casos leves e 100% para os moderados e graves – complicações e óbitos.

A CoronaVac só poderá ser aplicada no Brasil a partir da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Butantan fez o pedido de uso emergencial na sexta-feira (8), e a agência reguladora deu prazo de até 10 dias para fornecer uma resposta. Até agora, o Butantan já recebeu 11 milhões de doses importadas da China.  

Na quinta-feira, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, confirmou que o governo deve adquirir 100 milhões de doses do Butantan — o que representa todo o estoque produzido pelo instituto — para distribuir aos Estados, junto da vacina da Universidade de Oxford, a ser produzida pela Fiocruz. Esta também entrou com pedido para uso emergencial na sexta-feira.

Pazuello projeta a vacinação com a CoronaVac no Brasil para 20 de janeiro com as primeiras 6 milhões de doses que o Ministério da Saúde deverá receber do Butantan — foi assinado um contrato para 100 milhões de doses. O governo de São Paulo definiu o começo da aplicação no Estado em 25 de janeiro. 

No final de semana, a Anvisa apontou problemas na documentação para autorizar o uso emergencial da vacina CoronaVac. O órgão informou que não recebeu todos os documentos necessários do Instituto Butantan. 

O secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Carlo Gorinchteyn, afirmou nesta segunda que  chama atenção ainda haver uma pendência, porque todos os documentos teriam sido enviados. Ele ressaltou que, nesta manhã, é prioridade analisar com detalhes as exigências, de maneira a não ocorrer prejuízo no prazo para início da vacinação. 

 

Deixe uma resposta