Posted on

Josembergue Vieira

A COGERH – Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos aprovou uma média para o 1° semestre de abertura da válvula dispersora do açude Orós de 1.200 litros por segundo. Há cerca de dois meses, no período das chuvas, a vazão era de 300 litros por segundo.

A COGERH atendeu a pedidos de quem mora às margens do rio Jaguaribe, em Orós, até a forquilha do rio no encontro com o rio Salgado, por mais água já que o nível estava muito baixo há bastante tempo. Segundo Anatarino Torres, gerente regional da COGERH Iguatu, o aumento da vazão é para beneficiar diversas famílias. 

Mesmo com a explicação do órgão, a ação causou bastante indignação dos moradores e ribeirinhos do açude Orós que dizem que têm esse mesmo direito às águas e não são atendidos. Por isso, tomaram a atitude de romper a barragem da Montante (acesse pelo QR-Code abaixo), no distrito de Guassussê, onde ficam as bombas que levam as águas do açude Orós ao açude Lima Campos, como foi publicado neste jornal na semana passada.

O post Válvula dispersora reaberta com vazão de 1.200 litros por segundo apareceu primeiro em Jornal A Praça.